quarta-feira, 5 de maio de 2010

Quarta-feira, 5 de abril de 2010
Após nossa visita ao aterro sanitário, fomos conhecer a Glacier High School, Kalispell, MT.

O grupo frente a escola

É uma escola pública que no Brasil corresponde ao Ensino Médio, conta com 1250 estudantes e recebe alunos de outras comunidades e de três escolas de Ensino fundamental. As salas são mais altas e inclinadas para melhor distribuir a luz ambiente estendendo aos corredores tendo melhor aproveitamento e economia de energia.

Laboratório de Ciências

Funciona em período integral, com diversas atividades extras, que promovem integração e interdisciplinaridade, como projetos, aulas de música, teatro, dança.


Aqui passamos alguns minutos ouvindo a "orquestra da escola"

Uma estrutura de causar inveja a muitas universidades, sala de ginástica, ginásio de esportes, anfiteatro, teatro e sala de música.

Hira estava pegando no pesado!!!!!



...e Wilson acompanhou

O currículo não é fechado, existem os chamados setores vocacionais, espécies de oficinas de marcenaria, culinária, designer, robótica, mecânica e informática em que os alunos necessariamente cursam ao menos uma disciplina, que equivale a um crédito. Alunos com necessidades especiais possuem uma sala especial. Todo o ensino é gratuito, mas o restaurante não. A unidade possui quatro restaurantes com um cardápio com uma variação de trinta opções.

Área de alimentação, restaurantes.

Tivemos o prazer de ouvir o solo de um jovem considerado um dos mais promissores  violinistas do país e pasmem, está no ensino médio, um adolescente na faixa dos 16 anos de idade.
Ao todo são cento e vinte funcionários, a qual oitenta deles são professores.
O foco de nossa visita foi o sistema de aquecimento da escola que utiliza biomassa para alimentar a caldeira, que por sua vez, aquecerá a água que passa pelas tubulações.

A madeira sendo levada para o queimador


 
 Por aqui passa a biomassa que será queimada para aquecer a água

                                                                               Deve estar meio quente aí dentro!

Essa biomassa provém das serrarias da região, chip de madeira, basicamente resíduos das serras, uma espécie de cavaco mais fino. O resíduo equivalente a um mês e meio de processo estava armazenado e é mínimo.

Resíduo do processo, que será usado em compostagem

O uso de chip de madeira promove uma economia em torno de 30% em relação ao uso de gás e elimina c o problema de resíduo das serrarias. Se algo acontecer ao sistema de  biomassa, usa-se gás.

São tubos por todos os lados!!!!




E mais tubos!!!!

Tubulações levam água aquecida para uso comum, banheiro, cozinha, e para aquecimento do ambiente.
 A construção da escola e toda a estrutura de aquecimento, custaram aos cofres públicos 36 milhões de dólares, e só foi construída após aceitação do orçamento pela comunidade.

Aqui estamos nós com o diretor assistente, Micah Hill, que nos acompanhou na visita.

Após a visita a escola, comemos pizza num barzinho muito pitoresco, na companhia de nossos anfitriões.


Olha a pose do galã!!!!

By Sueli




2 comentários:

  1. Verdade filha...deu vontade de voltar a estudar, mas não estão aceitando cinquentões ;-))

    ResponderExcluir