sexta-feira, 30 de abril de 2010

29/04/2010 Visita ao Rotary Clube de Butte-MT

Saimos de Whitehall sentido Butte, por volta das 9:00h, pela Rodovia 90, com as rotarianas Arlene e June e chegamos por volta de 9:30hs no ponto de encontro, Hotel Butte War Bonnet.


O Rotary Club of Butte completou em 2010 noventa anos de fundação . Tem atualmente 43 membros, e é presidido por Pat Holland. Butte é uma cidade que tem atualmente 35.000 habitantes, mas chegou a ter 130.000, na sua época áurea de extração de cobre. Butte foi nesta época uma das cidades mais importantes dos USA, tendo sido a segunda cidade do país a ter uma rede de energia elétrica.
Saimos de Whitehall sentido Butte, por volta das 9:00h, pela Rodovia 90, com as rotarianas Arlene e June e chegamos por volta de 9:30hs no ponto de encontro, Hotel Butte War Bonnet.


Apresentação do Mr. Floyd Bossard e Mrs. Sara Weinstock Sparks
O senhor Floyd, minerador e morador de Butte há muitos anos, acompanhou por muito tempo a evolução, declínio e recuperação da indústria mineração. Apresentou a história de Butte, abordando informações importantes referente as minas.

Butte possui algumas minas com até 3 kilômetros de comprimento, sendo eles interligadas entre si, que vão de Leste à Oeste, provenientes da elevação do magma formando os depósitos minerais de cobre, prata, ouro, entre outros.

Floyd disse que as reservas encontradas em Butte, são as maiores dos Estados Unidos, ou até as maiores do mundo, após pesquisas mais aprofundadas.

Por volta de 1860, a exploração iniciou-se, de forma mais rústica e simples, onde os mineradores procuravam por veios próximos da superfície. Encontraram ouro e depois prata.

Uma das diversas torres que foram conservadas dos tempos áureos da mineração, quando  existiam mais de uma centena de minas em Butte.

Em 1970, a Mineradora Anaconda, começou a encontrar cobre numa profundidade de aproximadamente 125 metros com uma pureza de 60 a 70%, mas enviava o minério para processamento até a Inglaterra.

O Processamento dos minérios eram feitos com a queima de madeira, sendo assim, como Butte possuía muitas minas, o meio ambiente começou a sofrer alterações, como e morte da cobertura vegetal, decorrente a grande concentração de Material Particulado, Dióxidos e Monóxidos, ocasionando a inversão térmica que também influenciaram a redução da qualidade de vida da população, e , conseqüentemente a redução da própria população de 120 para aproximadamente 20 mil habitantes.

Começaram a melhorar o processo de refino dos minérios, porém, com uma redução da eficiência e qualidade do produto final.

Em 1880, após a descoberta da eletricidade por Thomas Edson, Butte produzia o cobre para a produção de cabos de transmissão de energia de que era responsável por 60% da demanda dos Estados Unidos.

Com o processamento dos minérios, as empresas depositavam os resíduos perigosos em lagos artificiais, mas, em 1905, houve uma grande tempestade que destruiu os lagos e esses resíduos acabaram contaminando o solo e os rios de Butte. Os rios estavam contaminados num raio de 100 milhas, a cobertura vegetal novamente sofreu impactos.

Em 1907 a empresa Anaconda instalou uma grande refinaria de minério, atendendo em torno de 75 minas em Butte .

Em 1920, o processo de moagem era com sílica, numa concentração de 15%, isso contribuiu para que até 1960, a expectativa de vida dos mineradores era de 45 anos, sendo registrado 2300 mortes .

Entre 1905 e 1925, morria uma pessoa por semana em Butte.

Em 1970, aconteceu um acidente, decorrente de um descuido de um minerador, que deixou cair um lampião, ocasionando um incêndio, que acabou matando 168 pessoas. Um memorial está sendo construído em homenagem a esses mineradores, que servirá também como homenagem aos mineradores de 24 países que trabalhavam nesta época em Butte, onde cada cidadão pode contribuir e fazer sua homenagem.


Nas minas, aproximadamente 5000 galões de água ácida por dia, eram removidos das minas antes de serem fechadas. O lençol freático começou a subir, contaminando a água subterrânea e ocasionando mais um problema ambiental para Butte.

Atualmente, possui-se um tratamento de parte da água utilizada no processo de mineração, que é retornado para o processo após tratamento ou disposto num grande lago, onde possui acompanhamento do nível e concentração dos compostos, para um eventual aumento na concentração, o tratamento será iniciado.

A empresa Continental, iniciou suas operações, processando por volta de 45 mil toneladas/dia de minério, produzindo 6 libras de cobre, 1,5 libras de molibdênio.

As minas de Butte possui uma profundidade de até 1 milha, sendo que a temperatura da água à 2000 pés é de 80 F, a 3000 pés é de 100 F a 4000 pés 135 F e a 4200 pés, pode chegar a 167 F, assim podendo se assemelhar a lava. Hoje, as minas possuem sistema de ar condicionado, mas pela temperatura alta, é um ambiente insalubre.

Em 1870 até o final do século, a vegetação era totalmente devastada, com os rios contaminados, num estado onde se pesca muito e se caça muito, dá para ter uma noção no impacto negativo para o local.



EPA – Environmental Protection Agency – Mrs. Sara Weinstock Sparks

Sara, aluna de Floyd na graduação, atualmente trabalha na EPA e é Gerente de projetos de remediação. Possui uma ação firme de controle e fiscalização na recuperação das áreas contaminadas em Butte.


Sara abordou sobre o processo de recuperação das áreas contaminadas em Butte, com exemplos de áreas recuperadas, como por exemplo Old Works Golf Course, que visitariamos outro dia.

As crianças foram muito afetadas, mas assim que detectado altos níveis de concentração de metais pesados, são submetidas ao tratamento, de acordo com a gravidade do quadro clínico, controlando e reduzindo gradativamente as concentrações ao ponto de poder retornaras suas atividades normais.

Após a a explanação de Floyd e Sara, participamos da reunião do Rotary Clube de Butte, com a apresentação do IGE Team Brasil, durante o almoço.

 Mais uma vez a nossa apresentação foi elogiada e despertou a curiosidade dos presentes

 

Troca de flâmulas com o companheiro Pat Holland

Sorteio de brindes ao final da reunião.
 

29/04/2010 Visita a mina de cobre e Prata -  MONTANA RESOURCES - BUTTE - MT

Um comentário:

  1. Perez Farias de Souza30 de abril de 2010 22:27

    Lolita e eu estamos impressionados com o trabalho de documentação e registro que vocês estão realizando! Desde que temos participado da subcomissão, nunca vimos nada igual! Vocês estão se superando a cada dia!

    ResponderExcluir